Buscar
  • Fortuna Nutrição Animal

MANEJO DE DESMANA PRECOCE EM PECUÁRIA DE CORTE

Atualizado: 13 de Mai de 2019




A desmama precoce objetiva impulsionar os índices de fertilidade para as categorias de fêmeas com baixas taxas de prenhez e desmame. Reduz o impacto da perda de massa corporal pós-parto e o retorno ao cio é antecipado, com redução do intervalo entre partos.

Para o bezerro as respostas são positivas em relação aos desafios impostos no momento da desmama. O estresse, susceptibilidade a patógenos e baixo sistema imunológico causam prejuízos ao consumo de alimento, crescimento e até a morte. A desmama precoce aproveita os anticorpos restantes do leite materno e proporciona melhor condição para superação do estresse dessa fase.


Categorias Atendidas

- Primíparas e secundíparas que foram inseminadas e não emprenharam, sem possibilidade de segunda chance.

- Vacas de descarte com diagnóstico de gestação negativo, sem possibilidade de segunda chance.

- Fêmeas com baixa habilidade materna pois produzirão bezerros com baixo escore de condição corporal, devido à baixa produção de leite e dificuldade de manejo.

- Fêmeas que pariram no final da estação de parição evidenciando dificuldade de emprenhar e baixo retorno ao cio.


Benefícios

Para Primíparas e Secundíparas: Para as primíparas e secundíparas o benefício é evidente, já que antes de ciclar e emprenhar, as fêmeas precisam ter energia para se manter e crescer. A reprodução é o último item a ser contemplado e normalmente sofre com o déficit de energia. Por serem fêmeas ainda muito jovens, as primíparas também têm dificuldade para amamentar suas crias, com reflexos diretos no peso do bezerro.

Para Multíparas: Para as multíparas, a desmana precoce reduz o período de anestro (ausência de cio) pós-parto, devido a recuperação do escorre de condição corporal e resulta em aumento na taxa de prenhez. A perda de escore corporal se deve pela mobilização da energia da dieta para produção de leite e, em condições de déficit nutricional, a perda de peso é mais acentuada. Além disso, para as vacas de descarte há ganho em peso e oportunidade de venda dos animais para abate.

Para todas as matrizes: Para ambas as categorias de matrizes, a disponibilização de energia e recuperação de escore garantem a antecipação do cio e redução do intervalo entre partos, principal benefício da desmama precoce.

A redução no intervalo entre partos significa que as fêmeas vão ficar prenhas mais cedo na estação de monta e produzir bezerros mais pesados no desmame do ano seguinte. Além disso, proporciona a produção de um bezerro por ano, aumentando a produtividade e máximo aproveitamento das matrizes.

Para bezerros: Para os bezerros, o desmame precoce permite aproveitar a janela nutricional e a maior disponibilidade de forragem do período. O fornecimento antecipado de concentrado reduz o período de cria e recria, e antecipação do abate, com maior ganho em peso e carcaça. Além disso, o desmame precoce permite a comercialização de bezerros com melhor homogeneidade de condição corporal e menor impacto do estresse durante o transporte. Para as fêmeas, a antecipação da puberdade é promovida e a reposição do plantel é eficiente.


Procedimentos de Manejo

- Separar as vacas de mesmo tempo de gestação para facilitar o manejo dos lotes ao parto e na desmama;

- Preparar com antecipação os piquetes onde ficarão os bezerros desmamados para que sejam limpos, secos, sombreados, com forrageira de bom valor nutricional, água de qualidade e sem incidência de parasitas;

- Manter os bebedouros limpos (observar o tempo que a água demora para cair de qualidade). É provável que no começo a água demore a deteriorar, mas depois do décimo dia isso vai aumentar a frequência de limpeza porque o consumo ração vai aumentar e a água vai se sujar mais rápido.

- Separar e PESAR os bezerros das matrizes entre 3 a 4 meses após o parto em curral ou em um piquete pequeno e bem cercado;

- A taxa de lotação no piquete deve ser suficiente para incentivar o consumo da ração FORTUFEED CREEP PRIME 20 com normalização do consumo em torno de 10 dias. O contato com o pecuarista deve ser diário para a mensuração de consumo ser eficiente.

- A quantidade de ração é aumentada proporcionalmente aos meses de desmama seguindo a ordem: 1.0 kg por animal por dia entre 3 a 4 meses; 1.2 kg por animal por dia entre 4 a 5 meses; 1.5 kg por animal por dia entre 6 a 7 meses;

- Entre 5 e 7 meses após a desmama os animais serão separados em lotes homogêneos e receberão o FORTUPROT DESMAMA PRIME 20, com consumo de 0,3% do peso vivo, adequando-se ao manejo a fase de recria;

- O tamanho mínimo de cocho são de 15 cm por área de chegada por animal;

- Na primeira semana após a separação é necessário o acompanhamento diário para verificar a presença de animais debilitados, principalmente em relação a: diarreia, tristeza parasitária (principalmente para cruzados) e pneumonia. Com o consumo de ração estabelecido, os animais são manejados em um piquete maior para incentivar o pastejo, retornando ao piquete menor diariamente;

- Manter os bezerros em piquetes com quantidade suficiente de forragem para adequado consumo;

- Observar possíveis efeitos de dominância e retirar animais mais fracos para serem tratados separadamente;

- Manter o cronograma de vacinação para os bezerros atualizados e ter em mãos protocolos de tratamento de animais debilitados;

- Utilizar as boas práticas de manejo, com zelo e cuidados básicos. A redução do estresse garante o sucesso da tecnologia.


Para saber mais sobre desmama precoce entre em contato com nossa equipe técnica que está preparada para atendê-lo!

0 visualização

Contato

FÁBRICA

Rodovia MT 320, km 198 |

Nova Canaã do Norte | MT

78515-000

Tel: (66) 3551-1280

ESCRITÓRIO NOVA CANAÃ

Rua João Lourenço Máximo, 29 | Centro

Nova Canaã do Norte | MT

78515-000

Tel: (66) 3551-1338

© 2019 por Fortuna Nutrição Animal

whats.png
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Ícone